Professor Benedito An­tônio Lopes da Fonseca (FMRP-USP) participou de reunião na sede da secre­taria da Saúde PARA discutir ações conjuntas do laboratório e das equipes de atendimento nas unidades básicas de saúde contra a epi­demia de dengue e o surto de Zika Vírus no município

 

Reunião na secretaria de Saúde discute surto de Zika

Reunião na secretaria de Saúde discute surto de Zika

Adriana Dorazi

O professor Benedito An­tônio Lopes da Fonseca, imu­nologista do Departamento de Clínica Médica da Facul­dade de Medicina da USP, em Ribeirão Preto, participou de reunião na sede da secre­taria da Saúde na tarde desta quarta-feira, 13. O objetivo foi discutir ações conjuntas do laboratório e das equipes de atendimento nas unidades básicas de saúde contra a epi­demia de dengue e o surto de Zika Vírus no município.

“Já vínhamos trabalhando de forma conjunta com a secre­taria em casos de dengue, uma simbiose onde todos ganham. Acreditamos que esta epidemia possa ser do tipo dois da do­ença, um dos mais graves por associação à dengue hemorrá­gica em outras regiões. Agora desenvolvemos o teste capaz de identificar os doentes que não estão com dengue, mas os sintomas clínicos nos permi­tem concluir que é o Zika. O aumento no número de regis­tros nos últimos dias foi muito grande”, resumiu o médico.

A faculdade espera receber amostras de sangue para serem analisadas com a mesma me­todologia do Instituto Adolfo Lutz, com a vantagem de que os resultados saem com maior rapidez. “Com isso definimos os sorotipos circulantes e fica mais fácil ajustar testes e futu­ras vacinas. Também dou apoio ao atendimento clínico e temos muitos relatos numa época ainda precoce, já que o pico de transmissão deveria ser março ou abril”, explicou.

Apesar da importância do debate, o secretário de Saúde, Stênio Miranda, que estava na secretaria, não esteve presente na reunião. Com viagem mar­cada para discutir com outros secretários a epidemia estadu­al das doenças, ele confirmou que a recente explosão de do­entes inclui surto de Zika. “Te­mos confirmado, mesmo sem exames laboratoriais, que os diagnósticos clínicos também­demonstram crescimento de contaminação pelo Zika Vírus na nossa cidade”, atestou.

Benedito Fonseca diz que as pesquisas do laboratório da faculdade englobam ainda a relação dos vírus com a micro­cefalia em bebês e outras even­tuais complicações em crianças e idosos, além da possibilidade de transmissão da doença pelo leite materno e por relações sexuais.

“Como é um vírus novo, o registro de diversos casos configura um surto para o qual não temos capacidade de produzir todos os testes ne­cessários no momento. É uma limitação mundial, nenhuma empresa farmacêutica disponi­biliza kits de diagnóstico, mas é preciso criar a tecnologia e bus­car soluções”, resumiu.

Referência: Jornal Tribuna Por: Adriana Dorazi

http://www.tribunaribeirao.com.br/aplicativo/reuniao-na-secretaria-de-saude-discute-surto-de-zika/

 

Tags:

Compartilhe

Editor: Benedito Carlos Maciel
Corpo Editorial: Margaret de Castro, Benedito Carlos Maciel, Ricardo de Carvalho Cavalli
Coordenação Executiva: Célia Bíscaro
Assessoria Técnica: Seção Técnica de Informática da FMRP-USP
Assessoria: Assessoria de Imprensa do HCFMRP-USP, Assessoria de Imprensa HEAB, Assessoria de Imprensa do Hemocentro RP e Documentação Científica da FMRP-USP
Jornal Eletrônico do Complexo Acadêmico de Saúde - FMRP-USP | HCFMRP | FAEPA
2012 - Todos os Direitos Reservados - Fale Conosco