USP aponta que atividade física é mais eficaz que dieta contra osteoporose na menopausa Estudo feito em Ribeirão Preto evidenciou que exercícios ajudam a combater perdas ósseas em mulheres com mais de 50 anos. Prática não dispensa o hábito da alimentação saudável.

USP aponta que atividade física é mais eficaz do que a dieta para evitar osteoporose

 Um estudo realizado por pesquisadores da USP confirmou a eficácia da atividade física na prevenção da osteoporose para mulheres em menopausa. Segundo a pesquisa divulgada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), o hábito de se exercitar se mostrou mais relevante para a saúde óssea após os 50 anos do que a alimentação, que também influencia na disfunção.

Caracterizada pelo enfraquecimento dos ossos, a osteoporose é irreversível e atinge um terço das mulheres, segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS). A disfunção está associada a fatores como a queda de produção de estrógenos - hormônios femininos - com a chegada da menopausa.

"A ausência do estrógeno observada na menopausa resulta na interferência na homeostase óssea e acaba interferindo na remodelação óssea, havendo assim uma perda óssea. Existem estudos que apontam que nos cinco primeiros anos há perda de 10% a 15% da massa óssea, podendo chegar a 30% ou 40% após a menopausa", afirma Ana Paula Macedo, pesquisadora responsável pelo est feito em Ribeirão Preto, no laboratório de bioengenharia da FMRP. 

Estudo da USP de Ribeirão Preto mostra que atividade física tem eficácia contra osteoporose na menopausa (Foto: Reprodução/EPTV)Estudo da USP de Ribeirão Preto mostra que atividade física tem eficácia contra osteoporose na menopausa (Foto: Reprodução/EPTV)

Estudo da USP de Ribeirão Preto mostra que atividade física tem eficácia contra osteoporose na menopausa (Foto: Reprodução/EPTV)

 Atividade física e dieta

 Evitar uma alimentação rica em gorduras é uma maneira de evitar futuros problemas nos ossos, mas, após um ano de testes de laboratório, os pesquisadores levantaram evidências de que atividades físicas como correr na esteira, por exemplo, são mais determinantes.

"Principalmente se ele for praticado mesmo antes da menopausa ou logo no início dela você vai ter uma ação preventiva do exercício sobre a massa óssea, uma vez que na prática do exercício você tem a estimulação mecânica do osso para a sua remodelação", afirma Ana Paula.

Em seu estudo, a pesquisadora avaliou massa corporal, densidade mineral e resistência óssea de ratas que tiveram os ovários retirados cirurgicamente a fim de simular a falta de hormônios na menopausa.

Ao avaliar o comportamento de animais sedentários e outros submetidos à prática de corridas em esteiras, o estudo levantou indícios de que aqueles que se movimentaram tiveram menor perda óssea. Apesar disso, o estudo também evidencia que as ratas que consumiram maior quantidade de gordura tiveram maior diminuição no conteúdo mineral dos ossos.

Ao fim dos experimentos, ela concluiu que a alimentação é importante, mas o exercício físico é essencial para quem quer prevenir a osteoporose. A interação entre práticas físicas e alimentação segue no foco dos estudos do laboratório de bioengenharia da USP.

"Ele não consegue barra totalmente a perda óssea após a menopausa, mas já diminui o efeito observado."

Ana Paula adverte sobre os efeitos negativos de dietas ricas em gordura na microarquitetura óssea e a interferência de concentrações de lipídeos acima dos níveis recomendados na remodelação dos ossos.

 Ana Paula Macedo, pesquisadora do laboratório de bioengenharia da FMRP, em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução/EPTV)Ana Paula Macedo, pesquisadora do laboratório de bioengenharia da FMRP, em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução/EPTV)

Ana Paula Macedo, pesquisadora do laboratório de bioengenharia da FMRP, em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução/EPTV)

Referência: Por G1 Ribeirão e Franca

 

Compartilhe

Editor: Benedito Carlos Maciel
Corpo Editorial: Margaret de Castro, Benedito Carlos Maciel, Ricardo de Carvalho Cavalli
Coordenação Executiva: Célia Bíscaro
Assessoria Técnica: Seção Técnica de Informática da FMRP-USP
Assessoria: Assessoria de Imprensa do HCFMRP-USP, Assessoria de Imprensa HEAB, Assessoria de Imprensa do Hemocentro RP e Documentação Científica da FMRP-USP
Jornal Eletrônico do Complexo Acadêmico de Saúde - FMRP-USP | HCFMRP | FAEPA
2012 - Todos os Direitos Reservados - Fale Conosco