Evento inédito discute ética e religião em doação de órgãos

Famílias têm de lidar com uma série de dúvidas na hora de decidir se doam ou não os órgãos de um parente que acabou de morrer. E os dilemas éticos e relacionados à espiritualidade estão entre os de maiores impactos. Para discutir estas questões, pela primeira vez, cerca de 200 pessoas se reuniram no Anfiteatros da Unidade de Emergência no evento Ética e Religião na doação de órgãos.

O evento, promovido pela OPO (Organização de Procura de Órgãos) contou com a presença das Comissões Intra-hospitalares de Ribeirão Preto e região (Araraquara, Franca, Barretos, Porto Ferreira, Matão, São Carlos e Sertãozinho), das Organizações de Procura de Órgãos do Estado de São Paulo (Campinas - Unicamp, Marilia - HC, São José do Rio Preto - Hospital de Base, Botucatu - HC) e população em geral. 

A Coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes do Estado de São Paulo, da doutora Marizete Peixoto Medeiros que falou sobre o histórico, os resultados e a perspectivas do transplante de órgãos no Estado de São Paulo.

O evento também discutiu as atuações da   Organização de Procura de Órgãos, da Comissão Intra-hospitalar de Transplantes no Centro de Terapia Intensiva, da Central de Transplantes, da Enfermagem no Programa de Transplante de Fígado e do trabalho de Acolhimento Familiar realizado na UE.

Religiosidade e espiritualidade

A equipe da OPO decidiu discutir os aspectos da religiosidade ao identificar que, nas entrevistas familiares, a maioria da população recorre aos lideres religiosos no momento de dor e na decisão de doar ou não os órgãos de seus familiares.  A parte da tarde do evento foi dedicada às questões da espiritualidade e da religiosidade no processo doação-transplante.

Para isso, o evento contou com a participação do doutor Tácito Sgorlon - Médico Otorrinolaringologista e Cirurgia Cabeça e Pescoço, Presidente da AMERP (Associação Médico Espírita de Ribeirão Preto) que colocou a questão da morte encefálica e doação de órgãos na visão espírita. A posição das testemunhas de Jeová sobre a doação de órgãos foi explanada por Irimar José Jácomo, representante da religião.

O capelão da Unidade de Emergência, padre Josirlei Aparecido da Silva falou sobre a posição da igreja católica. Telma Jábali Barreto, representante da Suddha Dharma Mandalam - (Escola de Auto-realização, Astróloga e Consultora para Harmonização de Ambientes) fechou o evento com sua posição sobre o tema.

Referência: Assessoria de Comunicação HCFMRP-USP

 

Tags:

Compartilhe

Editor: Benedito Carlos Maciel
Corpo Editorial: Margaret de Castro, Benedito Carlos Maciel, Ricardo de Carvalho Cavalli
Coordenação Executiva: Célia Bíscaro
Assessoria Técnica: Seção Técnica de Informática da FMRP-USP
Assessoria: Assessoria de Imprensa do HCFMRP-USP, Assessoria de Imprensa HEAB, Assessoria de Imprensa do Hemocentro RP e Documentação Científica da FMRP-USP
Jornal Eletrônico do Complexo Acadêmico de Saúde - FMRP-USP | HCFMRP | FAEPA
2012 - Todos os Direitos Reservados - Fale Conosco