Obras no campus de Ribeirão valorizam áreas verdes e recuperam asfalto Com a reorganização das finanças, foi possível contratar serviços para melhorar a vida dos usuários do local


Prefeitura do Campus de Ribeirão Preto vem realizando uma série de obras no local – Foto: Divulgação/PUSP-RP

Quem anda diariamente pelo campus da USP em Ribeirão Preto já deve ter notado que ele está mais bonito, com áreas arborizadas mais limpas e abertas. As árvores estão podadas e os gramados, roçados, além do asfalto recuperado em muitos trechos. E, ainda, a portaria, na Avenida do Café, que começa a ganhar novo visual com a impermeabilização da laje de cobertura e tratamento do concreto externo.  

Na contramão da paralisia que tomou conta de vários setores públicos em função das restrições orçamentárias, a Prefeitura do Campus USP de Ribeirão Preto (PUSP-RP) vem realizando uma série de obras, tornadas possíveis pela reorganização de suas finanças e o estabelecimento criterioso de prioridades.

Assim, a contratação de serviços de poda, roçada e limpeza foi feita pela primeira vez de forma completa. Só este ano, foram retiradas 750 toneladas de resíduos vegetais do campus e outras 1,9 mil árvores serão podadas nos próximos meses, segundo Antonio Justino da Silva, responsável pelo Serviço de Áreas Verdes.

.


Áreas verdes limpas e árvores podadas – Foto: Jonatas Ferreira/PUSP-RP

A floresta do campus recebeu aceiros (terrenos desbastados para conter incêndio) e, para os próximos meses, a área ocupada pelo Banco Genético, que fica na floresta, receberá cobertura e passará por limpeza. “A cobertura do banco é o preenchimento das clareiras com espécies pioneiras”, explica Justino.

Outro problema enfrentado, diz, está na ciclovia que fica na Rua Catão Roxo e que circunda o campusaté a Avenida Lucas Nogueira Garcez, no bairro Cidade Universitária, e nos espaços entre a área dos bancos até o Parque Tecnológico. “Os moradores das proximidades estão plantando árvores nesses locais, mas muitas vezes empregando espécies não recomendadas para esses ambientes, sem contar que algumas dessas áreas estão destinadas para expansão do campus e para as novas vias de acesso, especialmente do Hospital das Clínicas”, enfatiza. 

O funcionário afirma que ninguém é contra o plantio de árvores, mas é importante que os interessados consultem antes o Serviço de Áreas Verdes para receber informações sobre espécies e locais adequados para o plantio. “Essas pessoas plantam e depois temos que retirar e aí vem o problema, quem não sabe das regras nos acusa de não contribuir com o meio ambiente”, finaliza. Os contatos com o setor podem ser feitos pelo telefone (16) 3315-3543.

Asfalto novo e recuperado


Recapeamento e pintura de faixas na Avenida Professor Hélio Lourenço – Foto: Jonatas Ferreira/PUSP-RP

O asfalto que cobre as ruas do campus também passou por recuperação. Em alguns locais, foi feita a recuperação preventiva. Esses locais já estavam com desgaste e infiltração e poderiam se transformar em buracos. Nesse caso, o revestimento foi feito um pouco acima do nível para evitar infiltração e, segundo o Setor de Engenharia, com o tráfego, a tendência é de nivelamento rápido.

Já na Av. Professor Hélio Lourenço, foi feita a recuperação entre a Av. Lucas Nogueira Garcez e a Rua Tenente Catão Roxo. Para essa recuperação foram investidos cerca de R$ 280 mil. Além da recuperação, as ruas ganharam nova sinalização de chão, o que facilita e preserva a vida, tantos dos motoristas como dos pedestres. 


Veículos com identificação renovada – Foto: Guarda Universitária/PUSP-RP

Para facilitar um pouco mais a vida dos usuários, a Guarda Universitária acaba de melhorar a identificação nos seus veículos, carros e motos, incluindo telefones de contato. 

Novos investimentos  

O setor de Parques e Jardins também investiu em infraestrutura, com a aquisição de dois novos tratores para os serviços mecanizados de roçada. “A frota estava sucateada, por isso está no planejamento a compra de outros dois tratores e uma retroescavadeira para a remoção de árvores, abertura de valetas e para o suporte da manutenção viária”, diz Justino. A Prefeitura da USP em São Paulo também colaborou com essas ações ao doar para a PUSP-RP um caminhão com adaptação de cesto aéreo para manutenção elétrica e para podas emergenciais.

Referência: Jornal da USP

Compartilhe

Editor: Benedito Carlos Maciel
Corpo Editorial: Margaret de Castro, Benedito Carlos Maciel, Ricardo de Carvalho Cavalli
Coordenação Executiva: Célia Bíscaro
Assessoria Técnica: Seção Técnica de Informática da FMRP-USP
Assessoria: Assessoria de Imprensa do HCFMRP-USP, Assessoria de Imprensa HEAB, Assessoria de Imprensa do Hemocentro RP e Documentação Científica da FMRP-USP
Jornal Eletrônico do Complexo Acadêmico de Saúde - FMRP-USP | HCFMRP | FAEPA
2012 - Todos os Direitos Reservados - Fale Conosco