P.A.R.T.Y. completa 10 anos

Em 2017, Ribeirão Preto registrou 10.639 acidentes de trânsito. Ou seja, 29 acidentes a cada 24 horas. Drogas, álcool e uso do celular ao volante são os ingredientes responsáveis por boa parte das 5.116 vítimas e das 51 mortes na área urbana. Nos últimos 12 anos, cerca de 750 pessoas morreram no trânsito de Ribeirão Preto.

Na luta para reduzir estes números, há 10 anos, a médica Ana Helena Parra e o médico Sandro Scarpelini foram estudar no Canadá e de lá trouxeram um programa de prevenção de acidentes chamado P.A.R.T.Y.(Prevent Alcohol & Risk-Related Trauma in Youth) para o Brasil. Ribeirão Preto foi a primeira cidade do país a implantar o programa.
Desde então, o grupo formado por médicas, enfermeiras, psicólogas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais se dedica a realizar palestras para jovens do ensino médio e universidades sobre os perigos do álcool, drogas e celulares ao volante. Vários voluntários que sofreram acidentes contam suas histórias aos jovens.
Em uma década, a completar em outubro, o programa já realizou 155 palestras para 5.549 estudantes de 25 escolas do ensino médio e faculdades de Ribeirão Preto. Os alunos recebem informações e são levados para uma visita à Unidade de Emergência  para verem as pessoas acidentadas. É um choque de realidade que tem a intenção de conscientizá-los sobre os perigos do consumo de drogas, álcool e celulares enquanto dirigem.
  
Referência: Assessoria de Comunicação HCFMRP-USP
 

Compartilhe

Editor: Benedito Carlos Maciel
Corpo Editorial: Margaret de Castro, Benedito Carlos Maciel, Ricardo de Carvalho Cavalli
Coordenação Executiva: Célia Bíscaro
Assessoria Técnica: Seção Técnica de Informática da FMRP-USP
Assessoria: Assessoria de Imprensa do HCFMRP-USP, Assessoria de Imprensa HEAB, Assessoria de Imprensa do Hemocentro RP e Documentação Científica da FMRP-USP
Jornal Eletrônico do Complexo Acadêmico de Saúde - FMRP-USP | HCFMRP | FAEPA
2012 - Todos os Direitos Reservados - Fale Conosco