Doação de órgãos ganha destaque em Setembro. Campanha nacional para incentivar a doação é realizada durante este mês

A doação de órgãos salva milhares de vida por ano. Contudo, algumas barreiras como a falta de informação e o preconceito prejudicam o nobre ato. Para mudar este panorama, no mês de setembro é propagada a Campanha Nacional de Doação de Órgãos, que busca, principalmente, diminuir as filas de transplante.

Um forte auxiliador da doação de órgãos são as Organizações de Procura de Órgãos, as OPOs, que no estado de São Paulo estão divididas em 10 unidades. No mês de setembro essas organizações também promovem eventos para incentivar as doações pois, somente em São Paulo, segundo dados do Sistema Estadual de Transplantes, cerca de 15 mil pessoas estão esperando por um órgão, a maioria por um rim com mais de 11 mil pessoas. Porém, a filas de pacientes que esperam córnea, fígado e coração também ganham destaque.

Em Ribeirão Preto, por exemplo, a OPO, situada no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina (HCFMRP) da USP, promoverá três eventos no fim deste mês: palestra, mesa redonda para sanar dúvidas sobre o ato, além de uma partida de futebol beneficente entre receptores de transplante e profissionais que trabalham com a causa.  

Já na capital do Estado, que conta com 4 OPOs locais, ocorrerá panfletagem para a conscientização da importância de doar, caminhada e iluminação de prédios e relógios públicos para atrair atenção sobre o tema.

A doação de órgãos, na maioria das vezes, acontece após a morte encefálica do paciente. Contudo, rim e parte do fígado também podem ser doados em vida. Marizete Peixoto Medeiros, coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, explica que o pedido para ter os órgãos doados deve ser feito à família ainda em vida, para que a doação possa ocorrer com consentimento do próprio doador. “A família que ama pode salvar outras vidas”, completou a coordenadora.

Porém, quando o paciente não faz o pedido em vida, as OPOs contam com profissionais das Comissões Intra-hospitalares que buscam possíveis doadores e entram em contato com a família da forma mais consciente e humana possível para apresentar a doação, como explica Margarida Momenti Chiaretti, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP em Ribeirão Preto.

Mais informações sobre a campanha e doações: (16) 3602-2777 ou pelo e-mail oporibeirao@yahoo.com.br

Referência: Portal de Informações da USP Ribeirão Preto - Por: Vitor Neves

Compartilhe

Editor: Benedito Carlos Maciel
Corpo Editorial: Margaret de Castro, Benedito Carlos Maciel, Ricardo de Carvalho Cavalli
Coordenação Executiva: Célia Bíscaro
Assessoria Técnica: Seção Técnica de Informática da FMRP-USP
Assessoria: Assessoria de Imprensa do HCFMRP-USP, Assessoria de Imprensa HEAB, Assessoria de Imprensa do Hemocentro RP e Documentação Científica da FMRP-USP
Jornal Eletrônico do Complexo Acadêmico de Saúde - FMRP-USP | HCFMRP | FAEPA
2012 - Todos os Direitos Reservados - Fale Conosco