\ Univ… > Jorn… == > Dest… > 20 a…

20 anos de Residência em Geriatria no HCFMRP-USP

De acordo com dados do IBGE, a população idosa no Brasil é atualmente de 22,9 milhões (11,34% da população) e a estimativa é de que nos próximos 20 anos esse número mais que triplique. Para se ter ideia, enquanto o número aumenta ano a ano, existem apenas 1000 geriatras no Brasil, uma média de apenas um geriatra para cada 20 mil idosos, conforme dados recentes do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Neste cenário, a formação de profissionais competentes nas áreas de Geriatria e Gerontologia representa prioridade estratégica para o Brasil. E o HCFMRP é um serviço de referência, não só no atendimento ao idoso, como na formação de geriatras.

“O cuidado ao paciente idoso, especialmente o mais frágil e com comorbidades, precisa ser integrado, holístico e interdisciplinar. Ele é altamente complexo e especializado e exige, para quem o exerce, cuidadosa e criteriosa formação. É isso que a Residência em Geriatria do HCFMRP proporciona”, explica o coordenador da disciplina de Geriatria, professor Eduardo Ferriolli.

Para ele, “a experiência de atuação em equipes interdisciplinares em enfermaria, ambulatórios nos diferentes níveis de atenção à saúde, instituição de longa permanência e serviços especializados provê experiências diferentes, únicas e essenciais para o médico que busca se especializar nesta área tão carente de bons profissionais no país”.

A criação do Programa de Residência Médica em Geriatria e Gerontologia do HCFMRP como parte das atividades da recém-aprovada Divisão de Clínica Médica Geral e Geriatria do Departamento de Clínica Médica da FMRP foi proposto pelos profissionais em 1998. O programa foi aprovado pelo Conselho Federal de Residência Médica e os primeiros residentes foram admitidos em fevereiro de 1999.

Inicialmente, eram admitidos dois novos residentes em Geriatria por ano, em um programa com dois anos de duração. A partir de 2012, passaram a ser admitidos cinco residentes por ano.

Foram formados, até o momento, 63 residentes em Geriatria, que se estabeleceram e/ou desenvolveram serviços em mais de 25 cidades de 13 diferentes estados. Destes, muitos cursaram programas de pós-graduação e se tornaram docentes de renomadas instituições públicas e privadas. A competência, os valores éticos e humanos dos médicos aqui formados são amplamente reconhecidos onde quer que atuem.

Nestes 20 anos, o Programa de Residência Médica em Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, se expandiu, se consolidou e se tornou um dos mais conceituados do país.

Para o professor Ferriolli, “a certeza de estar formando excelentes profissionais, em um serviço que vem se expandindo e aprimorando e que é considerado um dos melhores do país,  é motivo de orgulho e de satisfação por estar contribuindo para preparar o Brasil para o presente e um futuro bem próximo em que as demandas da saúde do idoso são cada vez mais prevalentes e urgentes”.

Geriatrends 2.30

Para comemorar os 20 anos do programa de residência em geriatria, a equipe se encontrou na Jornada de Geriatria e Gerontologia –  Geriatrends 2.30 que discutiu como deve ser a geriatria que o Brasil do presente e futuro necessita.

O Geriatrends2.30 contou com a presença de palestrantes do país inteiro que abordaram as inovações no tratamento do idoso, a informatização na pratica médica, as demandas da geriatria para os novos tempos, a gerontecnologia a solidão na era digital, as janelas de oportunidades na longevidade.

Referência: Assessoria de Comunicação HCFMRP-USP