\ Univ… > Jorn… == > Dest… > AME…

AME HEAB realiza a V Semana de Humanização

A V Semana de Humanização do HEAB/AME trouxe como uma das ações para abordagem do assunto na Instituição a oferta de um curso básico aos colaboradores sobre a Humanização na Saúde. Foram oito aulas com o objetivo de discutir a Política Nacional de Humanização (PNH), seus aspectos centrais e sua aplicabilidade no trabalho na área da saúde, dentre elas:

Diretriz Acolhimento

Considerada a diretriz base para todas as demais da Política Nacional de Humanização (PNH), o Acolhimento é uma prática de inclusão, através da escuta qualificada e apoio ao usuário e sua família, sendo realizado em cada momento do encontro entre estes e os profissionais que compõem um serviço de saúde.
É um processo que implica responsabilização do trabalhador/equipe pelo usuário, desde sua chegada até sua saída, por meio da articulação de redes internas ou externas dos serviços para continuidade do cuidado.
No dia 23/09, a diretriz foi abordada por uma equipe de colaboradores que trouxeram, de forma lúdica, o reforço de seu significado.

Diretriz: Defesa dos Direitos dos Usuários

Os usuários de saúde possuem direitos garantidos por lei e os serviços de saúde devem incentivar o conhecimento destes e assegurar que sejam cumpridos em todas as fases do cuidado, desde a recepção até a alta. Isso pode ser realizado através da criação de mecanismos para que a informação chegue até o usuário como a implantação das ouvidorias e outros meios de escuta que encaminhem seus apontamentos aos gestores e sejam defendidos, conforme seus direitos.

Além disso, o reforço da existência da Carta de Direitos dos Usuários SUS é fundamental, pois a maioria da população desconhece a mesma. Seus principais pilares são: Tratamento adequado e efetivo para seu problema; Acesso ordenado e organizado; Atendimento humanizado, acolhedor e livre de qualquer discriminação; Atendimento que respeite a sua pessoa, seus valores e seus direitos; Comprometimento dos gestores da saúde para que os princípios sejam cumpridos.

A Gestão Participativa é compreendida como a inclusão de novos sujeitos nos processos de gestão, sendo estes os gestores, trabalhadores e usuários (método da Tríplice Inclusão da Política Nacional de Humanização – PNH), na medida em que é dada visibilidade à experiência e opinião dos trabalhadores e usuários, apostando na capacidade destes de analisarem, definirem e qualificarem a assistência prestada. Para o usuário, esta participação no HEAB/AME, ocorre via manifestações no Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) e para o trabalhador há os espaços coletivos operacionalizados sob o Método da Roda, como por exemplo, os Times de Cogestão.

Logo, a diretriz Valorização do Trabalhador, nada mais é do que incluir este nos processos de tomada de decisão, de maneira que se sinta partícipe do processo de construção das rotinas assistenciais, visto que uma das máximas da PNH é “planeja quem executa”.

Diretriz: Clínica Ampliada

Sabemos que o ser humano constitui-se pela interação de vários aspectos que vão desde o biológico, social, psicológico, econômico até o cultural e que tudo isso influencia no processo saúde-doença. Logo, para tratar a doença no contexto individual de cada usuário, nenhum saber sozinho é suficiente, sendo necessário o apoio de outros conhecimentos e do trabalho em equipe. Assim é compreendida a diretriz Clínica Ampliada, ou seja, como uma prática interdisciplinar geradora de vínculo com o usuário e sua rede de apoio social, através de dispositivos como o Projeto Terapêutico Singular (PTS), equipe de referência e apoio matricial.
Em 26/09 esta diretriz foi abordada durante a V Semana de Humanização por um grupo de colaboradores que utilizaram recursos lúdicos para o reforço do conceito e sua prática no HEAB/AME.

Referência: Assessoria de Comunicação HEAB