\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Audi…

Auditores internos do HEAB realizam a primeira visita

 
Os auditores internos do Hospital Estadual Américo Brasiliense realizaram nos dias 24, 27, 28 e 29 de agosto as primeiras visitas de auditorias nas dependências do HEAB e AME. O objetivo é  auxiliar o trabalho da Gestão da Qualidade para que a Instituição seja reconhecida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), tornando-se um hospital referência no atendimento com segurança ao usuário e ao colaborador.Segundo a Gerente da Qualidade, Kele Cristina Dias, o curso de auditores internos promovido pelo Instituto Qualisa de Gestão (IQG) possibilitou aos participantes entender a metodologia da ONA e qual o caminho deve ser seguido. Dessa forma, a estruturação de auditorias internas tem contribuído para disseminar a Cultura da Qualidade e Segurança na Instituição.
Antes de iniciarem as auditorias, a Gerente da Qualidade reforçou algumas orientações sobre posturas e abordagem e enfatizou a questão da educação ao dirigir-se ao usuário, visitantes, acompanhantes e colaboradores. “Devemos lembrar que de alguma forma estamos adentrando no espaço do outro, então, apresentar a equipe e apresentar-se primeiramente, usar as palavras mágicas como: com licença, posso entrar, podemos conversar, não devem ser esquecidas durante a visita, além de tomar cuidado com as expressões corporais, como demonstrações de espantos, cochichos, que podem incomodar as pessoas e, consequentemente, passar a temer as auditorias”, disse Kele.
Como roteiro para a visita, foram utilizadas as não conformidades analisadas durante esses últimos meses, que permitiu que os auditores acompanhassem por completo alguns processos de trabalho, principalmente àqueles que aparecem com maior frequência e ligados diretamente à segurança do usuário, como por exemplo, troca de imagens. “O processo todo foi acompanhado pelos auditores que durante os procedimentos puderam identificar momentos possíveis de interpor barreiras visando a eficiência do processo”, garantiu a Gerente da Qualidade.

Kele Cristina Dias, Gerente da Qualidade, durante a visita de auditoria

Em atendimento à solicitação do Ministério do Trabalho, baseado no cumprimento a Norma Regulamentadora 32 (NR-32), os auditores internos verificaram também quanto a utilização correta de equipamentos de segurança, uso de adornos, sapatos fechados, entre outras obrigatoriedades Institucionais, tais como: uso de jaleco,  crachá e cabelo preso.
Outros pontos importantes do roteiro são: Controle de dispensação de equipamentos da Unidade Respiratória aos setores, controle de abertura e vencimento de medicamentos, quantidade de materiais na Central de Armazenamento de Materiais (CAM), análise da escala de trabalho de acordo com o número de colaboradores presentes do setor X número de usuários.
Para a Gerente da Qualidade, além de observarem e anotarem possíveis melhorias para os processos em andamento, os auditores tem o papel educativo de dialogar e trazer os colaboradores, usuários, visitantes e acompanhantes que estão no setor para participarem ativamente da visita de auditoria, através de entrevistas ou espontaneamente.
“Essa primeira visita foi muito rica, pois as informações obtidas pelos auditores permitirão traçar objetivos e metas mais coesas para os processos que serão reconhecidos pela Gestão da Qualidade como Institucionais e gerenciáveis. Outras peculiaridades serão trabalhadas urgentemente como identificação de usuário”, garantiu Kele. “A partir deste momento os colaboradores do HEAB, próprios e terceirizados, devem se acostumar com a presença dos auditores em seus locais de trabalho, pois as auditorias serão frequentes e em todos os lugares e com foco sempre em processos de trabalho”, completou Kele.
Os resultados dos relatórios estão sendo apresentados em reuniões do Comitê da Qualidade aos superiores imediatos e serão de conhecimento de todos os envolvidos com prazos para adequar os processos.