\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Banc…

Banco de Leite de Ribeirão mantém rotina durante pandemia do novo coronavírus

Procedimentos no Banco de Leite Humano estão de acordo com as normas nacionais para prevenir a infecção e propagação da Covid-19.

No Dia Mundial de Doação de Leite Humano, celebrado nesta terça-feira, 19, o Banco de Leite de Ribeirão Preto reforça a importância da doação, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus. A doação de leite humano é segura e o processo de pasteurização inativa o coronavírus. Os procedimentos e rotinas no Banco de Leite também estão de acordo com as normas nacionais para prevenir a infecção e propagação da Covid-19.

“Já temos uma rotina extremamente cuidadosa, pois desenvolvemos um trabalho todo paramentado. Com a pandemia, reforçamos ainda mais alguns procedimentos e seguimos todas as orientações do Hospital das Clínicas, Ministério da Saúde e também da Fiocruz”, explica Larissa Garcia Alves, diretora de saúde do Banco de Leite Humano de Ribeirão Preto do HCFMRP-USP.

Segundo Larissa, além de reforçar a segurança em alguns procedimentos, o Banco de Leite também mudou a rotina de atendimentos, por conta do isolamento social. “Fazemos uma triagem por telefone para que as mães que precisem de orientação não precisem sair de casa. Os atendimentos presenciais foram restritos, e nos casos mais graves, recebemos as mães de forma agendada e individual”, explica.

A diretora também conta que as coletas de leite, que sempre foram feitas nas casas das mães, continuam semanalmente. “Nós fornecemos o recipiente para a mãe colocar o leite a ser doado e damos todas as orientações para que ela possa fazer o procedimento em casa, como já era feito. Fazemos visitas duas vezes por semana para recolher as doações de leite”, explica.

Segundo relatório da Fiocruz, em abril, foram 33 doadoras que contribuíram para o Banco de Leite de Ribeirão Preto, e o volume de doações de leite se manteve mesmo após o início da quarentena.

Apesar de ser um exemplo bem sucedido em relação a outros bancos de leite do país e não ter registrado queda brusca nas doações, a unidade de Ribeirão Preto reforça a importância das doações. “Nossos estoques precisam ser mantidos em um nível de segurança de um a dois meses”, diz Larissa.

O Banco de Leite Humano Enfa. Anália Heck, de Ribeirão Preto, fica na Avenida Santa Luzia, 387, Jardim Sumaré. O telefone para contato é o (16) 3610-8686 e o horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h até 18h.

Dia Nacional da Doação de Leite Materno

A data é uma iniciativa para a proteção e promoção do aleitamento materno, voltada para a sensibilização da sociedade para a importância da doação de leite humano. Segundo a Fiocruz, os objetivos da celebração, realizada simultaneamente em todo o país, são: estimular a doação de leite materno; promover debates sobre a importância do aleitamento materno e da doação de leite humano; divulgar os bancos de leite humano nos estados e municípios brasileiros.

A primeira comemoração do Dia Nacional de Doação de Leite Humano foi em 2004. Anualmente, o Ministério da Saúde, em parceria com a Rede Global de Banco de Leite Humano (rBLH-BR), produz e distribui material de divulgação por todo o Brasil. Neste ano, segundo Larissa, as ações em comemoração são feitas exclusivamente on-line.

A data comemorativa foi instituída em dezembro de 2015, com a Lei Nº 13.227, de 28 de dezembro de 2015. Nela, além do Dia Nacional foi criada também a Semana Nacional de Doação de Leite Humano, a ser comemorada na semana que incluir o dia 19 de maio.

Referência: Revide – Foto: Pixabay (Imagem ilustrativa)