\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Comp…

Comparação do equilíbrio corporal e funcionalidade entre idosos do sexo masculino e feminino aponta pesquisa da FMRP-USP

A capacidade do ser humano para exercer suas atividades e funções do dia a dia, mantendo-se equilibrado tanto em situações estáticas quanto dinâmicas, está diretamente ligada ao controle postural, um componente essencial nas exigências funcionais e na mobilidade para realização das atividades diárias.

O processo de envelhecimento promove mudanças no equilíbrio e na funcionalidade de idosos, repercutindo em desconfortos, prejuízos e até mesmo impedimentos na realização de tarefas do dia-a-dia, assim como também podem levar a uma consequência maior que é a ocorrência das quedas. A queda é um sério problema de saúde pública que atinge a população de idosos, devido sua frequência e consequências severas, afetando negativamente os aspectos social, econômico, físico e psicológico do idoso. Ela é uma das principais causas de morbidade e mortalidade na contextualização do processo de envelhecimento populacional.

Entretanto, o envelhecimento é um processo heterogêneo, sofrendo interferências culturais, de classes sociais, histórias de vida pessoais, condições educacionais, estilos de vida, profissões, etnias, sexo, entre outros.
Desta forma, a presente pesquisa avalia as diferenças entre homens e mulheres idosas em relação ao equilíbrio corporal e capacidade funcional (levantar e sentar e marcha), buscando entender o impacto do sexo nessas variáveis.

A pesquisa, coordenada pela Profª Drª Daniela Cristina Carvalho de Abreu, foi desenvolvida no Centro de Reabilitação (CER) do Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP, o Ambulatório oferece atendimento fisioterapêutico a adultos e idosos com distúrbios de equilíbrio e com sintomas de tontura e ocorre às quintas-feiras no período da manhã.

Assista a reportagem  sobre a pesquisa veiculada no Globo Repórter:

https://globoplay.globo.com/v/6643376/ 

Referência: Profª Drª Daniela Cristina Carvalho de Abreu – Departamento de Ciências da Saúde da FMRP-USP