\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Equi…

Equipe do Hospital das Clínicas desenvolve Colchão para Pronação

Diante das necessidades que o atendimento obstétrico exigiu no atendimento de mulheres com suspeita da infecção pela COVID-19, a médica assistente Patrícia Pereira dos Santos Melli do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia do HCFMRP-USP e o técnico Cléber Braz da oficina ortopédica do Centro de Reabilitação (CER) do HCFMRP-USP desenvolveram um colchão para gestantes com insuficiência respiratória grave que após intubação oro-traqueal (IOT) necessitam de pronação.

Conhecida como “posição de bruços”, a pronação é um método que ajuda no combate à hipoxemia ou à redução da oferta de oxigênio aos tecidos de pacientes com síndrome do desconforto respiratório. Dessa maneira, com a paciente pronada, a saturação tecidual de oxigênio pode melhorar. A técnica, utilizada pelos médicos intensivistas, tem demonstrado salvar vidas de indivíduos com Síndrome da Angústia Respiratória Grave, causada por qualquer doença, especialmente, na atualidade, pelo novo coronavírus.

Segundo Patrícia Melli, a ideia de criar o projeto surgiu quando foi atendida, na área no Centro Obstétrico-Covid, uma paciente com 31 semanas de gestação (final do sétimo mês da gravidez) com insuficiência respiratória grave que precisou de IOT e quase foi pronada.

Depois da equipe de obstetras passar por esta situação crítica, a médica pensou como poderia proporcionar uma condição adequada e confortável para acomodar o volume abdominal de gestantes pronadas que para melhorarem a concentração tecidual de oxigênio, precisariam ficar deitadas sobre o feto por várias horas.

De acordo com a médica, existe na literatura um modelo de uma cama com mecanismos hidráulicos mais sofisticados que faz parte do estudo de uma fisioterapeuta do HC de São Paulo, sobre pronação em gestantes. “Com esta ideia, procurei a administração do HC Criança e do CER (Sr. Adriano Eustáquio Urbano de Lima e Sra. Mônica Dolmen Guandolin) que disponibilizou prontamente os serviços da oficina ortopédica. O técnico Cléber Braz se dispôs imediatamente a colaborar e juntos desenvolvemos um modelo mais simples e funcional. Em três dias, o protótipo já estava pronto, graças às iniciativas e prontidão do Sr. Cléber”.

“O colchão de pronação é um instrumento que ajudará as gestantes com problemas respiratórios graves. O modelo está pronto e foi idealizado para dar mais conforto a essas pacientes que necessitam ficar em decúbito ventral”, finaliza a médica obstetra.

Pronto em três dias – Cléber Braz comenta que a Dra. Patrícia Melli veio com a ideia, ele amadureceu e confeccionou o modelo, que demorou cerca de três dias para ficar pronto. Trata-se um colchão de 1,80 metro de comprimento por 80 cm de largura com uma circunferência ajustável no meio, formando um arco, que permite que o abdome se encaixe, deixando a paciente confortável assim que é colocada de bruços.

O colchão para pronação foi confeccionado com espuma de alta densidade (D45), que tem grande residência para suportar até 130 kg. Possui ainda dois travesseiros confeccionados com plumante siliconada que servirão para acomodar melhor o abdome gravídico da paciente. Se a paciente estiver numa idade gestacional inicial, portanto com um abdome menor, as almofadas amortecem o espaço criado no centro do colchão para o útero gravídico. Além de orifícios para passar os tubos de intubação. O colchão está acoplado a uma cama hospitalar no Centro Obstétrico.

Referência: Assessoria de Comunicação HCFMRP-USP – Por: Aparecida Ferreira / Validação: Drª Patrícia Pereira dos Santos Melli