\ Univ… > Jorn… == > Dest… > HEAB…

HEAB atendeu 7% a mais que o esperado no último trimestre


O Hospital Estadual Américo Brasiliense (HEAB) e Ambulatório Médico de Especialidades Américo Brasiliense (AME) realizaram juntos nos últimos três meses mais de 33 mil atendimentos à população da DRSIII-Araraquara. Os números são referentes aos meses de maio a julho de 2012.

Sabendo que na maioria das vezes as ofertas de serviços apresentados pelos hospitais que atendem o SUS não são a necessidade assistencial real da população, a Diretoria do HEAB tem trabalhado para que as ofertas ambulatoriais estejam vinculadas às necessidades assistenciais da população. Para que isso aconteça, o HEAB tem participado de todos os fóruns regionais de gestão e discutido com a Diretoria Regional de Saúde e com os Secretários de Saúde dos 24 municípios que pertencem a DRSIII-Araraquara.

Neste período, foram realizadas 1.097 saídas hospitalares (altas, transferências e óbitos), 137 a mais que a meta para o HEAB. Os números também mostraram um aumento nas consultas ambulatoriais, foram realizadas 2.718 consultas, 768 a mais que o esperado.

Segundo o Diretor Geral do HEAB, Dr. José Paulo Pintyá, o hospital tem trabalhado com uma taxa de ocupação alta, acima de 95%, sendo que o ideal seria de 85%, tudo isso, para atender a demanda da população.

“Estamos trabalhando um pouco acima do pactuado com a Secretaria de Saúde, e isso nos preocupa, pois essas internações geram custos acima do previsto e temos que trabalhar para que a oferta esteja condizente com o financiamento prestado. Apesar da preocupação, o HEAB tem atendido as demandas da região”, explicou Dr. Pintyá.

O Hospital Estadual Américo Brasiliense não funciona como uma Unidade de Pronto Atendimento, e realiza apenas atendimento de urgência referenciado, o que nos últimos três meses, também ficaram acima do previsto.

Os exames ambulatoriais também ultrapassaram a meta em 1.793 exames extras. No período de maio a julho, foram realizados 9.653 exames.

Outro fator positivo no atendimento foram as consultas não médicas realizadas pelo AME, que somaram 3.644 atendimentos dos 3.000 que o Ambulatório Médico de Especialidades tinha como meta.

Os números ficaram abaixo da meta em dois casos. Nas consultas  médicas do Ambulatório Médico de Especialidades, que foram realizadas 14.979 consultas, sendo que a meta era de 16.800 atendimentos. Estes números são compensados por maiores números de consultas médicas.

O número de cirurgias pactuadas foi um pouco acima do estabelecido sendo que o número de internações com necessidade de cirurgia superou o esperado e compensou nesta alínea o número um pouco menor de Cirurgia em regime de Hospital Dia e de Cirurgia Ambulatorial Maior. O HEAB possui três salas cirúrgicas e no período de maio a julho realizou 1.302 cirurgias.

O Hospital Estadual Américo Brasiliense oferece uma grande quantidade de consultas e exames complementares acima dos realizados, sendo que existe uma perda primária (quando o município não agenda) e absenteísmo (quando o usuário falta a consulta) que gira em torno de 20 a 22%. Esta proporção também acontece em outras regiões e na saúde complementar.

“Estamos trabalhando em conjunto com a DRSIII-Araraquara para capacitar os agendadores do município, a fim de diminuir a perda primária e também para que possa existir uma redistribuição de cotas entre os municípios”, afirmou Dr. Pintyá.