\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Onco…

Oncologia Ortopédica do HCFMRP completa 15 anos de atividades

 15 anos de Oncologia Ortopédica no HC
O Ambulatório de Oncologia Ortopédica (AONO) comemora 15 anos de funcionamento. A instituição do grupo interdisciplinar de atendimento em oncologia, em 1997, pelo então superintendente Prof. Dr Marcos Felipe Silva de Sá, motivou a criação do grupo formado, inicialmente, pelos oncologistas Dr. Sérgio Serrano e Dra. Denise Pestana e pelo ortopedista Dr. Edgard Engel. Desde o princípio, foi dada ênfase na discussão interdisciplinar dos casos e na abordagem multiprofissional dos pacientes e, por isso, a reunião clínica que funciona semanalmente, às quartas feiras, no 11º andar, é tão importante.
“Não é fácil reunir profissionais com interesses e atividades tão diferentes numa mesma reunião que, às vezes, se estende por até duas horas. De tempos em tempos precisamos reaproximar alguns colegas que desgarraram” conta o prof. Edgard. Para manter o interesse dos integrantes, são apresentados os exames de imagem, exames histopatológicos e fotografias dos pacientes e das cirurgias, permitindo, assim, que todos possam, virtualmente, conhecer os pacientes em tratamento. Isto facilita a definição de diagnósticos e a programação de atividades como biopsias e outros procedimentos ambulatoriais. O banco de imagens, formado desta forma, já conta com aproximadamente 15.000 fotografias, que estão à disposição dos integrantes do grupo e facilitam muito a documentação de aulas e artigos científicos.
Os radiologistas Prof. Marcello Nogueira Barbosa e Dr. Marcelo Simão participam do grupo desde o início e contam hoje com a colaboração do patologista Dr. Maurício Eiji Yamashita para manter um alto padrão de confiabilidade nos diagnósticos das biopsias. “É muito mais fácil acertar o diagnóstico quando já sabemos quais as hipóteses levantadas a partir do exame clínico e dos outros exames” confirma o Dr. Eiji.
“O resultado do tratamento depende muito da motivação do paciente. É importante que ele se sinta acolhido e que confie na equipe” conta a fisioterapeuta Amira Hussein, que também participou da fundação do Ambulatório.
Na equipe da Oncologia Ortopédica participam fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psicólogos e assistentes sociais que precisam levar em conta as demandas dos pacientes por estarem em tratamento oncológico e pelas limitações do tratamento ortopédico. “A nossa taxa de abandono é muito baixa graças ao trabalho em equipe.”
A psicóloga Christiane Martins e a terapeuta ocupacional Gisele Brides assistem os pacientes tanto no ambulatório quanto na enfermaria e isso faz com que eles se sintam confiantes no tratamento. Além disso, a assistente social Patricia Monho, tem controle sobre os pacientes e logo entra em contato quando alguém falta aos retornos” relata o Prof. Edgard.
Os tumores ósseos primários acometem geralmente crianças e adolescentes, enquanto os pacientes adultos e idosos são, na maioria das vezes, vítimas de disseminações dos tumores de outros órgãos para o esqueleto. A Dra. Bianca Mori é oncologista infantil e compõem a equipe desde a sua criação. Ela e a Dra. Tatiane Motta, oncologista de adultos, são responsáveis pela indicação do tratamento clínico dos quase 300 sarcomas ósseos, entre eles 60 osteossarcomas, tratados no ambulatório.
O ambulatório realiza hoje, mais de 150 consultas e aproximadamente 20 cirurgias por mês. No HC-Campus são realizadas as cirurgias de grande porte como ressecções dos ossos da bacia e do ombro, implante de endopróteses, ressecções de tumores de partes moles e amputações. As cirurgias de tumores benignos e de porte menor são realizadas no Hospital Estadual Américo Brasiliense sob orientação do Dr. Nelson Gava, médico assistente do Ambulatório de Oncologia Ortopédica.
“Eu fico muito orgulhoso de ver que nesses 15 anos conseguimos estruturar um serviço importante. Conseguimos atender aos pacientes com alto nível de qualidade e humanismo e trabalhamos numa equipe em que cada um sabe o valor e a importância da sua atuação e da dos outros. Eu agradeço o voto de confiança que a administração do Hospital das Clínicas depositou em mim e a participação e motivação de todos que estão conosco ou que passaram pelo ambulatório como assistentes, residentes, aprimorandos e alunos” comemora o Prof. Edgard.