\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Pesq…

Pesquisa realizada pela Escola de Enfermagem dá origem a sistema de informação em saúde

Sra. Sueli Aparecida de Castro e Antonia Regina Ferreira Furegato

Estudo realizado pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP detecta alto índice de reinternações no Hospital Psiquiátrico Santa Tereza de Ribeirão Preto (HST). Somadas às reinternações verificou também dificuldades nas orientações e informações que prejudicavam o acompanhamento do paciente.
O trabalho no HST foi conduzido pela enfermeira Sueli Aparecida de Castro, com orientação da professora Antonia Regina Ferreira Furegato, entre janeiro de 2006 e dezembro de 2007. Com os resultados, as pesquisadoras procuraram equipe coordenada pelo professor Domingos Alves, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), da USP, e a parceria gerou um sistema capaz de armazenar e disponibilizar automaticamente informações dos pacientes aos profissionais da rede de serviços do SUS.
Em seu mestrado, Sueli havia detectado a necessidade de conectar as informações dos pacientes nos diferentes locais da rede de serviços de saúde, após a identificação do perfil sociodemográfico e clínico das reinternações psiquiátricas.
A pesquisa foi realizada a partir de avaliação dos prontuários dos reinternados, coletando informações do relatório anual de movimentação dos pacientes. Dos 2025 prontuários, 681 eram reinternações e a maioria foi motivada pelo abandono do tratamento. Os diagnósticos que prevaleceram foram esquizofrenia, transtorno afetivo bipolar, transtornos mentais e comportamentos devido ao uso de álcool, transtornos específicos da personalidade. “Com o estudo confirmou-se que a maioria das reinternações foi de Ribeirão Preto e a maioria já havia sido internada em outros hospitais psiquiátricos” afirma Sueli.
O SISAM 13
Os dados coletados e analisados no HST pelas pesquisadoras da EERP forneceram à equipe do professor Alves, munição para soluções ao problema de comunicação entre o sistema municipal e estadual de saúde mental e seu acompanhamento entre os usuários do serviço. O resultado foi o SISTEMA 13, um software que armazena e permite acesso às informações de pacientes, tanto cadastrais como do tratamento, e, ainda, das condições físicas do serviço, para diferentes áreas da saúde. O programa já está em uso na área de Saúde Mental, no Departamento Regional de Saúde XIII (DRS XIII), que reúne Ribeirão Preto e outras 25 cidades.
Trata-se de um dos primeiros sistemas de controle do fluxo de pacientes da Atenção Básica de Saúde, desde o primeiro atendimento no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) até às internações, caso sejam hospitalizados. Esse fluxo, chamado de referência no Sistema Único de Saúde (SUS), permite, ainda, controle do fluxo inverso, quando o paciente recebe alta hospitalar e volta a ser atendido no Caps.
O mestrado da enfermeira foi o 1º lugar no 63º Congresso Brasileiro de Enfermagem realizado em Maceió, Alagoas, em 2011. Atualmente, Sueli continua seus estudos na EERP, no doutorado, e tem como co-orientador o professor Alves, fazendo o acompanhamento e análise das variáveis referentes ao movimento dos portadores de transtorno mental nos serviços da rede, após a alta hospitalar.