\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Pesq…

Pesquisadores da FMRP-USP estudam as causas das deficiências mentais em alunos das APAEs

Por que ainda nascem pessoas com deficiência mental? Quais as causas genéticas das deficiências mentais? O que é possível fazer para prevenir as deficiências mentais? Quais ações preventivas podem e devem ser tomadas? Estas são perguntas que o professor da FMRP e geneticista João Monteiro de Pina Neto e sua equipe pretendem responder nos próximos dois anos com a ajuda do Centro de Medicina Genômica (CMG).

 O trabalho dos pesquisadores será com 800 alunos das APAEs de Serrana, Batatais, Altinópolis e Limeira. “Nós vamos procurar as causas das deficiências dessas crianças. Na maioria das APAEs não há estudos específicos mostrando por que crianças e adultos são deficientes. O nosso projeto é trazer o trabalho de médicos e laboratórios do HC para dentro das APAEs estabelecer as causas das deficiências mentais nos municípios e automaticamente a prevenção. Com isso, diminuir o número de crianças que nascem deficientes no município”.

 Dedução de imposto de renda impulsiona pesquisa

 A pesquisa que busca desvendar as causas das doenças mentais da população ganhou um impulso de quase R$ 1,7 milhão. Este valor corresponde a dedução de 1% do valor a ser pago do imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas que optaram por contribuir com esses estudos. O abatimento é feito com base no PRONAS (Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência).

Além dessa pesquisa, outras quatro também vão receber recursos com base no PRONAS que permite a dedução para aplicação nesses estudos. São elas:

– Doença Charcot-Marie-tooth na criança: aspectos genotípicos e fenotípicos, com o professor Wilson Marques Jr.

-Triagem neonatal ampliada para acidemias orgânicas, aminocidopatias e defeitos beta oxidação de ácidos graxos na região de Ribeirão Preto, São Paulo: incidência, biologia molecular e análise custo-efetividade, do professor José Simon Camelo Jr.

– Desenvolvimento de nano partículas par terapia gênica direcionada à microrna de via do fator induzido por hipóxia em gliomas de alto grau, do professor Luciano Neder Serafini.

– Genética das displasias corticais e de epilepsias tratadas cirurgicamente, do professor Hélio Rubens Machado.

Assista a entrevista do Prof Pina Neto para a TV do Complexo Acadêmico de Saúde FMRP – HCFMRP – FAEPA nesta Edição, em “VÍDEOS EM DESTAQUE” ou acesse o nosso canal no YouTube

Referência: Assessoria de Comunicação HCFMRP-USP