\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Pró-…

Pró-Reitoria de Pesquisa da USP lança guia para incrementar pós-doutorado

Crime fictício, ciência de verdade: curiosos têm dia de investigador em laboratório Na tarde da última sexta-feira (29), o Laboratório de Aulas Práticas do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP se tornou o centro de uma investigação criminal. Profissionais já formados, graduandos, alunos do ensino médio e professores do ensino básico eram alguns dos participantes da “Oficina CSI”, promovida pelo CientificaMente, projeto de extensão coordenado pela professora Maristela Martins de Camargo. Inspirada na célebre série americana, a atividade tem como objetivo descobrir, por meio da análise de DNA, qual dos suspeitos cometeu o crime investigado. Acompanhe na fotorreportagem a seguir todos os passos dessa busca, registrada pelas lentes da fotógrafa Cecília Bastos. Reg. 020-16 - foto Cecília Bastos

Visando a incentivar os pesquisadores da Universidade e de outras instituições de ensino superior a ingressarem no pós-doutorado, a Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP) lançou o Guia para o Programa de Pós-Doutorado da USP, que está sendo distribuído, de forma on-line, para toda a Universidade.

O pós-doutorado na USP é um programa oferecido para portadores de título de doutor com o objetivo de melhorar o nível de excelência científica e tecnológica da Universidade. A inscrição deve ser feita na comissão de pesquisa da unidade de ensino e pesquisa, institutos, museus ou órgãos nos quais o trabalho será desenvolvido.

No guia, os candidatos têm informações sobre os benefícios do pós-doutorado, como participar, quais são os requisitos para a conclusão do programa e como concorrer às bolsas concedidas pelas agências de fomento à pesquisa.

Atualmente, a Universidade tem cerca de 2.300 pós-doutorandos cadastrados. “Com essa iniciativa, queremos atrair talentos da USP e de fora dela de forma a fortalecer nosso programa e ampliar pesquisas. Somos uma universidade de pesquisa e desempenhamos um papel crucial na produção do conhecimento”, afirma o pró-reitor de Pesquisa, Sylvio Roberto Accioly Canuto.

Graduação

Outra publicação lançada recentemente pela PRP, desta vez dirigida à fase inicial da formação universitária, é o Guia para a Iniciação Científica e Tecnológica, voltado a alunos de graduação da Universidade.

A iniciação científica e tecnológica tem como objetivo oferecer a esses estudantes a oportunidade da aprendizagem do método científico e de técnicas de suas áreas de atuação, por meio do desenvolvimento de um projeto de pesquisa, sob orientação de um docente ou pós-doutorando.

No programa da USP, o estudante poderá desenvolver o projeto em duas vertentes: na iniciação científica, que envolve pesquisa básica ou aplicada, utilizando o método científico para produzir conhecimento, com ou sem objetivo prático; ou na iniciação em desenvolvimento tecnológico e inovação, para o desenvolvimento, aperfeiçoamento ou estudo de viabilização de produtos, protótipos, processos, serviços, sistemas ou modelo de negócios, preferencialmente de caráter multidisciplinar.

“É importante apresentar aos ingressantes e aos estudantes de graduação as oportunidades existentes na USP, e como eles podem se beneficiar delas. A iniciação científica é aquele momento no qual o prazer da pesquisa é germinado e amplificado”, destaca Canuto.

Referência: Jornal da USP – Por: Adriana Cruz – Imagem: Cecília Bastos – USP Imagens