\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Proj…

Projeto CãoCarinho completa um ano

CãoCarinho completa um ano
Há um ano, o Projeto CãoCarinho leva um pouco de alegria e acalento aos pacientes e funcionários do Centro de Terapia Intensiva do HC Ribeirão.
O programa agora está suspenso por conta da pandemia, mas Lili, Joy, Dante e Francisco estão prontos para voltar a alegrar as tarde dos pacientes do CTI quando tudo passar.
“Este projeto iniciou com pessoas especiais que se ofereceram para levar um pouco mais de carinho para o nosso CTI, e este carinho foi em forma de bolinhas de pelo que adentravam nosso CTI toda sexta à tarde”, conta a coordenadora do Centro de Terapia Intensiva e idealizadora do CãoCarinho, professora Maria Auxiliadora Martins.
A ideia surgiu, após a médica intensivista ter tido contato com um projeto semelhante na Mayo Clinic nos Estados Unidos, onde realizou o seu pós-doutorado. “Inicialmente era algo tímido que rapidamente foi tomando uma proporção imensa, devido ao enorme carinho que as pessoas recebiam ao longo das visitas”, explica a professora Auxiliadora.
O objetivo da atividade assistida por animais é inserir o animal na vida de pacientes em diversos tratamentos. A experiência dos serviços de saúde que utilizam essa atividade comprovam que a presença dos animais é capaz de produzir um resultado positivo no bem-estar do paciente, que conseguem relaxar e se sentem muito mais alegres nestes momentos de convívio.
Para a professora Maria Auxiliadora, “a medicina intensiva é cada vez mais voltada para prevenir a morte e o Projeto CãoCarinho veio para otimizar a experiência de vida dos pacientes”, explica. “Através da criação de ambientes humanizados e da distribuição de carinho, os pacientes não precisam mais esperar pela alta antes de voltarem a viver”, completa a coordenadora.
Referência: Assessoria de Comunicação HCFMRP-USP