\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Ribe…

Ribeirão Preto homenageia professor da FMRP-USP por avanços na psiquiatria

Estrutura implantada na cidade na década de 1970 modernizou atendimento e serviu de modelo para o país

Nesta quinta-feira, 16 de maio, às 14 horas, o professor sênior da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP José Onildo Betioli Contel recebe o título de “Cidadão Ribeirãopretano” em solenidade especial na Câmara Municipal de Ribeirão Preto. A homenagem reconhece publicamente o “profissional que ajudou a criar a moderna psiquiatria em nosso país”, adianta seu colega José Alexandre Crippa, atual chefe do departamento de neurociências e ciências do comportamento da FMRP.

Nascido no Bairro Rural do Boato, em Birigui-SP, o professor Contel formou-se médico pela FMRP em 1964. Fez residência em psiquiatria no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e na Clínica Pinel de Porto Alegre-RS, onde em 1968 recebeu o título de Especialista em Psiquiatria pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Entrou para a carreira docente da USP na FMRP em 1969 e de lá para cá deixou marcas em gerações de profissionais com sua visão humana para tratamentos da saúde mental. Mas deixou marcas ainda maiores nos avanços empreendidos em Ribeirão Preto nos anos iniciais da década de 1970. Os desafios da instalação de ambulatórios públicos, hospitalização parcial, atendimento de emergências e unidades psiquiátricas em hospital geral foram responsáveis pela desospitalização psiquiátrica na região de Ribeirão Preto e serviram de modelo para o restante do país. Essa nova estrutura de atenção à saúde mental conseguiu baixar a lotação do Hospital Santa Teresa de 1190 pacientes, em 1969, para pouco mais de cem hoje em dia.

Aos 78 anos de vida, Contel ainda se mantém em atividade clínica no Hospital das Clínicas da FMRP.

Referência: Portal de Informações da USP Ribeirão Preto – Por: Rita Stella