\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Semi…

Seminário Centro de Terapia Celular aborda o avanço nas pesquisas para tratamento do diabete Melito

Uma das iniciativas de maior impacto no tratamento do diabete tipo 1 é desenvolvida na Unidade de Terapia Celular do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, em colaboração com o Centro de Terapia Celular (CTC).
 
Para aprofundar a discussão do tema, o CTC em parceria com o Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) realizam o seminário “Terapia Celular no diabete melito: onde estamos?”.
 
O encontro será realizado no dia 25 de setembro, a partir das 10 horas, no Salão de Eventos do Centro de Tecnologia da Informação de Ribeirão Preto (CeTI-RP) no campus da USP em Ribeirão Preto, com inscrições gratuitas.
 
No Brasil 18 milhões de pessoas sofrem com diabete, o número cresceu 62% só na última década. Cerca de 90% dos casos são de diabete do tipo 2, que ocorre por resistência à ação da insulina e tem a obesidade entre as principais causas.
 
Os casos restantes são de diabete tipo 1, uma doença autoimune que leva o sistema imunológico a atacar o pâncreas do paciente, destruindo as células beta, que produzem insulina.
 
O trabalho em Ribeirão Preto foi idealizado pelo pesquisador Júlio Voltarelli e passou a ser conduzido por um grupo de pesquisadores que incluem a Profa. Dra. Maria Carolina de Oliveira Rodrigues e o endocrinologista Carlos Eduardo Barra Couri que ministrarão o seminário.
 
O estudo mostrou na primeira fase, entre 2003 e 2011, avanços no tratamento que incluíram a suspensão do uso de insulina em alguns pacientes ou a redução das injeções diárias.
 
Serão abordados no encontro: terapia com células-tronco, implante de células pancreáticas artificiais, bombas eletrônicas de insulina, aplicação por via oral ou nasal e monitoramento da glicemia por escaneamento.
 
 
Mais informações: ctcusp@gmail.com ou (16) 2101 9350.