\ Univ… > Jorn… == > Dest… > Volu…

Voluntários para a vida – XVI Encontro de Apoio Espiritual e II Encontro de Terapias Complementares

O número impressiona. A foto colocada, nesta reportagem, mostra a quantidade de interessados em doar parte de seu tempo, de suas vidas e de suas experiências para ajudar pacientes internados, em cinco hospitais públicos, a superarem esta fase de suas vidas, seja com uma palavra ou mão amiga.

O XVI Encontro de Apoio Espiritual e o II Encontro de Terapias Complementares reuniram mais de 600 voluntários no Centro de Convenções, num sábado à tarde. Havia um clima de paz, serenidade e de muita expectativa entre os participantes. A abertura do encontro foi feita por Andrea Vitaliano, que falou a uma plateia atenta sobre religiosidade e espiritualidade.

Durante mais de quatro horas, os participantes assistiram a palestras sobre biossegurança, com Thiago Barbosa, e sobre ética no ambiente hospitalar, com a psicóloga Janaína Freitas de Carvalho Pinto. O Expresso Riso marcou presença com participações entre as palestras. Nem precisa dizer que o sorriso correu solto.

Para a coordenadora do evento, a psiquiatra Catalina Cabrera, o encontro permitiu “criar essa noção de espiritualidade e contaminar a todos de modo que se sintam iguais nesta condição era o objetivo do encontro e isso foi alcançado”. Esses voluntários vão trabalhar no Hospital das Clínicas, Santa Casa, Beneficência Portuguesa, Hospital Estadual e Santa Lydia.

Os voluntários são divididos em apoio espiritual e terapias complementares. O primeiro grupo tem mais de 500 participantes enquanto o de terapia mais de 60. “O trabalho é combinado nas unidades com as chefias de enfermagem e o voluntário fica em local seguro e designado para o atendimento”, explica a doutora Catalina.

Definição – Para o aposentado José Carlos Marques, ser voluntário é “ajudar alguém ou uma causa sem esperar retorno, nada de volta. Isso é ser voluntário. Se apresentar para uma causa”. A voluntária Zilda Ferrante Beloude acrescenta, “é ter amor, compaixão com cada vida que está em cada leito”.

História – O grupo de voluntários do apoio espiritual começou a atuar, no Hospital das Clínicas, em 2006 e foi oficializado pela Instituição em 2009. Um dos fundadores do programa é o funcionário do HC e Teólogo Euripedes Faleiros, que integra até hoje a equipe de apoio espiritual aos pacientes.

Referência: Assessoria de Comunicação HCFMRP-USP