\ Universidade de São Paulo - Sites > Jornal Eletrônico do Complexo Acadêmico de Saúde == > Destaque com imagem (Pequeno) > Voluntariado fará trabalho na UE, grupo irá acolher familiares de pacientes no saguão do Hospital

Voluntariado fará trabalho na UE, grupo irá acolher familiares de pacientes no saguão do Hospital

Oferecer acolhimento, escuta e orientação humanizada aos familiares de pacientes que chegam ao saguão de entranda da Unidade de Emergência é o objetivo do programa HumanizaDor, lançado em fevereiro, pelo Centro do Voluntariado de Ribeirão Preto em parceria com a Unidade de Emergência.

Os voluntários vão trabalhar na recepção dos familiares todos os dias da semana, incluindo sábado, domingo e feriados. “A proposta partiu da equipe do Grupo de Trabalho da Sala de Urgência que percebeu que os familiares precisavam ser orientados, acolhidos e escutados já na entrada da Unidade, uma vez que eles usualmente se encontram assustados e apavorados pela situação por que estão passando”, explica a assistente social Jenifer Keller, vice-coordenadora do programa.

Os voluntários serão especiais para melhora da humanização deste tabuleiro complexo que é a Unidade de Emergência. “Tenho certeza de que este trabalho trará enormes beneficicios à vida dessas pessoas”, afirmou o superintendente e professor doutor Benedito Carlos Maciel, durante o lançamento do programa na Associação Comercial e Industrial (ACI).

Interessados – As pessoas interessadas em participar do programa deverão se inscrever no site: voluntariadorp.org.br. O voluntário passará por aulas de capacitação para o serviço na Unidade de Emergência. “Esses voluntários vão ampliar o atendimento humanizado na U.E.”, garante Helen Leite, psicóloga e coordenadora do programa.

Centro – O Centro de Voluntariado de Ribeirão Preto foi fundado em 1999 e nasceu da vontade de fazer o bem, da solidariedade e do desejo do exercício da cidadania. Atualmente, conta com aproximadamente 120 voluntários e desenvolve vários projetos na área da Humanização da Saúde. Entre eles, estão: “Ouvidores de Histórias para a Terceira Idade”, “Conta Mais! Histórias em Hospitais” e o “Projeto Acolher – Atendimento Domiciliar ao Idoso.”

Referência: Assessoria de Comunicação HCFMRP-USP